Sessão BizaRock

SESSÃO BIZAROCK

Terror, bizarrices e muito Rock N' Roll na nossa sessão BizaRock! Clique na imagem e confira!

Slide # 2

COMO TIRAR FOTOS DE FANTASMAS

Quer saber como capturar um fantasma em foto? Leia o nosso guia e aprenda!

Slide # 3

SAD SATAN, O JOGO DEMONÍACO DA DEEP WEB

Conheça o jogo Sad Satan, um game apavorante que surgiu na Deep Web e está deixando os internautas de cabelo em pé.

Slide # 4

SANATÓRIO DE WAVERLY HILLS

Conheça o assombrado sanatório de Waverly Hills, alvo de investigações e motivo de pavor para muitos americanos.

Slide # 5

SESSÃO BY CLAIRE THOUSAND'S

Leia contos, creepypastas e outros trabalhos de autoria da autora do blog.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

BizaRock #25


"So tear me open, pour me out / There's things inside that scream and shout / And the pain still hates me / So hold me until it sleeps ♫"

Hoje fiquei o dia inteiro pensando nessa música, então resolvi usar a banda intérprete como tema do BizaRock dessa última sexta-feira de horário de verão. Metallica, um clássico do Heavy Metal, inspirou muitas bandas por aí e vem fazendo sucesso até hoje.

Quer ver a biografia da sua banda favorita publicada aqui? Então mande sua sugestão para nós por qualquer um de nossos meios de contato.

Fãs do Metallica, espero que gostem!

A história do Metallica começa em Los Angeles, no ano de 1981, quando Lars Ulrich e James Hetfield resolvem formar a banda. Ron McGovney (baixo) e Dave Mustaine (guitarra) vem para completar o time. Dois anos depois, Cliff Burton entra na banda como o novo baixista. É gravada a primeira demo, No Life'Til Leather, que contém sete músicas.

Capa e contracapa da primeira demo "No Life 'Til Leather", do Metallica, onde continha grandes sucessos, como "Hit the Lights" e "Seek & Destroy".

Mustaine sai e o Metallica segue para Nova York, onde é gravado o primeiro LP, com Kirk Hammett (que era do Exodus) na guitarra. Kill' Em All mostra uma banda que tem velocidade, energia e algo mais do que as bandas do gênero vinham mostrando até então. Em 1984 sai o segundo, e muito esperado álbum, Ride the Lightning, que fica 50 semanas no Top 200 da Billboard, comprovando que o Metallica veio para ficar, não sendo apenas mais uma banda de heavy metal.

Mais dois anos e é lançado Master of Puppets, que vende um milhão de cópias só nos Estados Unidos. Mas algo triste acontece: durante a primeira turnê européia, a banda sofre um acidente. O ônibus que os levava derrapa por causa do gelo, numa estrada sueca, causando a morte instantânea de Cliff Burton em 27 de Setembro de 1986. Apesar da perda, o Metallica resolve continuar e, algumas semanas mais tarde, encontram um novo baixista: Jason Newsted (ex-Flotsam & Jetsam), que se encaixa perfeitamente no som da banda.

A foto foi tirada no dia do acidente da banda. A imagem mostra os integrantes da banda sendo socorridos pelo corpo de bombeiros.

O Metallica retorna à Europa em 1987, para shows que acabaram sendo adiados por causa da morte de Cliff. A garagem de Lars é convertida num estúdio de ensaio, onde a banda grava Garage Days Revisited, cheio de covers (como Am I Evil? da banda preferida do Metallica, o Diamond Head). Ainda neste ano, eles tocam no Donington Festival, o Monsters Of Rock original (eles haviam tocado lá em 85). No ano seguinte sai Cliff' Em All, um vídeo tributo ao baixista, e o quarto LP: ...And Justice For All, que bate recordes de vendas, levando a banda a uma turnê mundial (que, graças ao bom Deus, incluiu o Brasil, em 89).

Em 91 sai Metallica, ou ainda, The Black Album (como também é chamado), que provoca diferentes opiniões, dividindo não só a crítica como os fãs. O som continua pesado, mas há algo de diferente, o que pode ser consequência do novo produtor da banda: Bob Rock (que trabalhou com o Bon Jovi). O disco, no entanto, é sucesso absoluto de vendas e a banda faz 300 shows pelo mundo entre agosto de 91 e julho de 93 (passando novamente aqui na terrinha em março de 93).

Depois de um ano de férias coletivas, o Metallica participa do festival Lollapalooza e volta ao estúdio para gravar Load, que sai em 96. Na verdade, as gravações desse álbum renderam muitas músicas de modo que Reload , de 1997, é lançado com o rico material que restou.

No ano de 1998 sai Garage Inc, um álbum duplo só com covers, entre elas: Whiskey In The Jar (Thin Lizzy), Tuesday's Gone (Lynyrd Skynyrd) e Die Die My Darling (Misfits). Em maio de 99, o Metallica vem para shows no Brasil depois de 6 anos e, apesar da reação adversa dos fãs frente às mudanças da banda, os ingressos logo se esgotam.

Capa do álbum "Garage INC.", de 1998, composto apenas por Covers.

Sempre surpreendendo, a banda anuncia em 1999 a gravação de “S & M”, um álbum ao vivo, porém, com uma orquestra inteira acompanhando-os no palco. O resultado dos novos arranjos, misturando guitarras distorcidas com violinos foi muito positivo e a balada “Nothing Else Mathers” virou até vídeo clip.

Logo a seguir, o baixista Jason Newsted resolveu deixar o Metallica, segundo ele, por falta de liberdade na hora de compôr e insatisfação com o direcionamento musical que vinham seguindo. Pouco depois, James Hetfield se internou em uma clínica de reabilitação e a banda ficou alguns anos parada.

Em 2003, o Metallica volta com tudo. O baixista Robert Trujillo (Suicidal Tendencies e Ozzy Osbourne) é escalado para ocupar as quatro cordas e o inédito "St. Anger" é lançado. Muito mais pesado do que os últimos trabalhos do grupo, esse álbum traz de volta o peso e a agressividade ao som do Metallica.

Conheça abaixo alguns dos maiores sucessos do Metallica:





Tenha bons sonhos, se puder...

0 comentarios:

Postar um comentário