Sessão BizaRock

SESSÃO BIZAROCK

Terror, bizarrices e muito Rock N' Roll na nossa sessão BizaRock! Clique na imagem e confira!

Slide # 2

COMO TIRAR FOTOS DE FANTASMAS

Quer saber como capturar um fantasma em foto? Leia o nosso guia e aprenda!

Slide # 3

SAD SATAN, O JOGO DEMONÍACO DA DEEP WEB

Conheça o jogo Sad Satan, um game apavorante que surgiu na Deep Web e está deixando os internautas de cabelo em pé.

Slide # 4

SANATÓRIO DE WAVERLY HILLS

Conheça o assombrado sanatório de Waverly Hills, alvo de investigações e motivo de pavor para muitos americanos.

Slide # 5

SESSÃO BY CLAIRE THOUSAND'S

Leia contos, creepypastas e outros trabalhos de autoria da autora do blog.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Mensagem Subliminar: Revolution Nº 9, The Beatles

 

"Revolution 9" é uma canção dos Beatles composta por John Lennon, creditada a dupla Lennon-McCartney, e lançada no álbum The Beatles ou "Álbum Branco" de 1968. Faz parte da impensada trilogia que consiste no single lado-B de “Hey Jude”, "Revolution," a versão blues “Revolution 1” e essa colagem de sons intitulada “Revolution 9.”

A música até hoje gera muito questionamento, pois todos se perguntam o que passou na cabeça de John e Paul para criar uma música tão bizarra.


De acordo com o advogado Vincent Bugliosi, Charles Manson acreditava que “Revolução n° 9” era uma referência a passagem da Bíblia “Revelação n°9” que fala de apocalipse e profecia. Ele acreditava que os Beatles falavam com ele através das muitas interpretações de suas canções. Ainda Manson acreditava que a canção falava de revolução inter-racial e da batalha do Armageddon.

“Revolution 9” tem uma participação na "Lenda da morte de Paul McCartney". O trecho repetido “number nine” quando executado de trás pra frente, é possível ouvir “Turn me on, dead man” ou “Me excite, homem morto” e, além disso, há outros detalhes relacionados também: o som de uma batida de carro seguido de uma explosão, já que segundo a lenda, Paul morreu num acidente de carro.

Ouça abaixo a música:




Tenha bons sonhos, se puder...

0 comentarios:

Postar um comentário