Sessão BizaRock

SESSÃO BIZAROCK

Terror, bizarrices e muito Rock N' Roll na nossa sessão BizaRock! Clique na imagem e confira!

Slide # 2

COMO TIRAR FOTOS DE FANTASMAS

Quer saber como capturar um fantasma em foto? Leia o nosso guia e aprenda!

Slide # 3

SAD SATAN, O JOGO DEMONÍACO DA DEEP WEB

Conheça o jogo Sad Satan, um game apavorante que surgiu na Deep Web e está deixando os internautas de cabelo em pé.

Slide # 4

SANATÓRIO DE WAVERLY HILLS

Conheça o assombrado sanatório de Waverly Hills, alvo de investigações e motivo de pavor para muitos americanos.

Slide # 5

SESSÃO BY CLAIRE THOUSAND'S

Leia contos, creepypastas e outros trabalhos de autoria da autora do blog.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O Misterioso Caso de Elisa Lam


Há mistérios que são tão assustadores e estranhos que surpreendem a mente humana por dias. O caso de Elisa Lam é um deles. Em fevereiro de 2013, esta estudante de 21 anos de idade, de Vancouver, no Canadá, foi encontrada morta dentro do tanque de água no último andar do Cecil Hotel, em Los Angeles. O Departamento de Los Angeles classificou a morte como um "acidente devido a afogamento" e disse que nenhum vestígio de drogas ou álcool foram encontrados durante a autópsia. No entanto, há muito mais nessa história do que aquilo que está implícito nos relatórios policiais. A primeira evidência que precisa ser considerada é uma gravação de vigilância do elevador que registrou o comportamento de Elisa alguns momentos antes de perder a sua vida.

O vídeo de quatro minutos postado no YouTube mostra Elisa pressionando todos os botões do elevador e esperando que ele se mova. Vendo que as portas do elevador não estavam se fechando, ela começa a se comportar de modo extremamente bizarro. Assista abaixo o vídeo:


Primeiro, Elisa entra no elevador e, aparentemente, pressiona todos os botões. Ela, então, espera que algo aconteça, mas, por alguma razão, a porta do elevador não fecha. Ela começa a olhar em volta, como se estivesse esperando por (ou escondendo de) alguém. Às 01:57, seus braços e suas mãos começam a se movimentar de um jeito muito estranho, como se ela parecesse estar falando com alguém, alguma coisa ... ou nada. Ela, então, vai embora. A porta do elevador se fecha e, em seguida, parece começar a trabalhar novamente.

Logo após os eventos do vídeo, Elisa aparentemente ganhou acesso ao último andar do hotel, subiu para o seu reservatório de água e, de alguma forma, acabou se afogando nele. Seu corpo foi encontrado duas semanas depois de sua morte, depois de hóspedes do hotel reclamarem sobre o gosto da água e da cor.

Ao ver as imagens de vigilância, a maioria das pessoas diriam que ela estava sob a influência de drogas. No entanto, Elisa não tinha um histórico de uso de drogas e sua autópsia concluiu que nenhuma droga existia. Quando se olha para o contexto e as circunstâncias dessa morte, as coisas tornam-se ainda mais misteriosas.

Cecil Hotel - História Sombria

Construído em 1920 para atender aos "empresários que vêm para a cidade e passam uma ou duas noites", o Cecil Hotel foi rapidamente ofuscado por mais hotéis glamourosos. Localizado perto da infame área de Skid Row, o hotel começou a alugar quartos por preços baratos a longo prazo, uma política que atraiu pessoas "suspeitas". A reputação do hotel rapidamente passou de "suspeito" para "mórbido", quando se tornou notório por inúmeros suicídios e homicídios, assim como o alojamento de famosos serial killers.

"Parte de sua história sórdida envolve dois assassinos em série, Richard Ramirez e Jack Unterweger.

Agora, no corredor da morte, Ramirez, rotulado como "o Nightstalker", estava vivendo no Cecil Hotel em 1985, em um quarto do andar superior. Ele foi cobrado 14 dólares por noite. Em um prédio cheio de temporários, ele permaneceu despercebido enquanto perseguia e matava suas 13 vítimas do sexo feminino. Richard Schave disse: "Ele ia despejar suas roupas ensanguentadas na lixeira no final de sua noite e retornava pela a entrada dos fundos."

"Jack Unterweger, era um jornalista que cobria o crime em Los Angeles para uma revista austríaca em 1991. "Acreditamos que ele estava vivendo no Hotel Cecil em homenagem ao Ramirez", disse Schave.

Ele é acusado de matar três prostitutas em Los Angeles, apesar de ser um hóspede do Cecil.

Nos anos 50 e 60, o Cecil era conhecido como um lugar em que as pessoas saltavam para fora das janelas do hotel para cometer suicídio. 

Helen Gu, em seus 50 anos, pulou de uma janela do sétimo andar, caindo contra a marquise do Cecil Hotel, em 22 de outubro de 1954. 

Julia Moore pulou da janela de seu quarto no oitavo andar em 11 de fevereiro de 1962. 

Pauline Otton, 27 anos, pulou de uma janela do nono andar após uma discussão com seu ex-marido, em 12 de outubro de 1962. Otton caiu sobre George Gianinni, 65 anos, que estava andando na calçada ao lado, a 90 metros abaixo. Ambos foram mortos instantaneamente. 

Há também um assassinato de um dos moradores. "Pigeon Goldie" Osgood, um operador de telefonia aposentado, conhecido por proteger e alimentar pombos em um parque nas proximidades, foi encontrado morto em seu quarto saqueado em 4 de junho de 1964. Ele havia sido esfaqueado, estrangulado e estuprado. O crime continua sem ser solucionado."



O caso de Elisa Lam é mais uma adição sórdida para a história do hotel e pode levar-nos a perguntar: "Que diabos está errado com esse lugar?"

As autoridades de Los Angeles determinaram em junho de 2013 que a morte de Elisa Lam foi acidental e que ela era "provavelmente bi-polar". Dito isto, algumas perguntas permanecem sem resposta. Como é que Elisa, que não estava, obviamente, em seu juízo perfeito, acabou na caixa d'água do hotel, uma área que é de difícil acesso? Aqui está uma reportagem descrevendo a área dessa caixa.


Fonte: Leitura Creepy

Tenha bons sonhos, se puder...

4 comentarios:

  1. Ela mexia as mãos e falava como se estivesse conversando com alguém.Mais não tinha ninguém lá...
    Ou tinha?
    De:Angel

    ResponderExcluir
  2. O que me pareceu foi que ela sofria de alguma doença psicótica, podia sofrer de esquizofrenia. Você pode notar que quando ela entra no elevador, quando ele não fecha, ela olha para fora, procurando ver alguém e logo depois começando a andar por lá. O estranho é que a porta do elevador não fechou até que ela saísse, e eu não acredito em coincidências. Mesmo com essa dúvida, eu não descarto a hipótese de alucinações. Os movimentos que ela faz fora do elevador, e a conversa com alguém que parece ser invisível são características da esquizofrenia, nos casos mais graves. Notem que ela entrou tranquilamente no elevador, foi só quando a porta não fechou que ela começou a delirar, como se houvesse alguém do lado de fora. Logo depois ela começa a pular de passo em passo os ladrinhos entre a porta do elevador, como se houvessem cordas ou pequenas valetas lá. O que me parece é que ela sofria de algum transtorno. O problema é a porta do elevador, é uma coisa bem bizarra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sera que poderia haver algum erro de manutenção do elevador, que calhasse nesse momento, por mero acaso? É que a teoria de que ela sofresse de algum distúrbio psicológico também me parece muito plausível...

      Excluir
  3. Em Portugal houve um caso parecido, mas o desfecho foi que a pessoa sofria de um distúrbio mental, para mim isto não é o que pretendem que seja... um caso paranormal.

    ResponderExcluir