Sessão BizaRock

SESSÃO BIZAROCK

Terror, bizarrices e muito Rock N' Roll na nossa sessão BizaRock! Clique na imagem e confira!

Slide # 2

COMO TIRAR FOTOS DE FANTASMAS

Quer saber como capturar um fantasma em foto? Leia o nosso guia e aprenda!

Slide # 3

SAD SATAN, O JOGO DEMONÍACO DA DEEP WEB

Conheça o jogo Sad Satan, um game apavorante que surgiu na Deep Web e está deixando os internautas de cabelo em pé.

Slide # 4

SANATÓRIO DE WAVERLY HILLS

Conheça o assombrado sanatório de Waverly Hills, alvo de investigações e motivo de pavor para muitos americanos.

Slide # 5

SESSÃO BY CLAIRE THOUSAND'S

Leia contos, creepypastas e outros trabalhos de autoria da autora do blog.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

França teme que onda de palhaços apavorantes aumente durante Halloween


A alguns dias do Halloween, comemorado no dia 31 de outubro, a França vive dias de psicose. Desde o começo de outubro, o país está aterrorizado com uma onda de palhaços psicóticos – um movimento que tomou conta de várias cidades. A exemplo de personagens popularizados pela literatura e o cinema norte-americanos, jovens franceses se vestem de palhaço e, muitas vezes armados, agridem e assustam as pessoas nas ruas.

O fenômeno começou no centro da França, mas se expandiu rapidamente para todo o país. No dia 10 de outubro, um adolescente fantasiado de palhaço, armado de uma faca de plástico, perseguiu pedestres na cidade de Périgueux. Interrogado pela polícia, ele disse que queria apenas “fazer uma brincadeira”. Uma semana depois, um jovem vestido de palhaço aterrorizou os alunos da escola de Liévin, no norte da França, com uma serra elétrica. A partir de então, o movimento se espalhou através das redes sociais. Desde então, dezenas de casos foram registrados.

Nos últimos dias, os palhaços passaram de assustadores a agressores. Na noite do último sábado (25), em Montpellier, um homem de 35 anos foi espancado com uma barra de ferro por um grupo, cujo líder portava uma máscara de palhaço. O jovem foi condenado a um ano de prisão. Na periferia de Paris, um menino de 14 anos, também fantasiado, foi preso depois de agredir uma mulher na rua.

O fenômeno chegou até mesmo a ganhar um contra-movimento, com página no Facebook, os Caçadores de Palhaços. Na semana passada, a polícia interpelou um grupo de cinco adolescentes de 16 a 19 anos, em Mulhouse, nordeste da França. Levando uma bomba de gás lacrimogênio, facas, bastões de baseball e um soco inglês, os meninos alegaram à polícia que queriam se defender de um palhaço que, de acordo com rumores espalhados nas redes sociais, estaria aterrorizando a cidade.

Evolução do fenômeno

O governo francês está preocupado com a evolução do fenômeno. O ministério do Interior fez uma reunião de emergência com a polícia para tentar conter a onda. Na página da Polícia Nacional, um comunicado oficial alerta que a onda vem resultando no distúrbio da ordem pública. “Quaisquer pessoas, sejam palhaços agressivos ou caçadores de palhaços, portando arma em espaços públicos, serão presas e podem ser alvo de uma investigação da polícia”, ressalta o texto.

Halloween sem palhaço

Nos sites franceses, fóruns se multiplicam sobre o perigo de se vestir de palhaço durante o Halloween, nesta sexta-feira (31). “Poderemos ou não nos fantasiar este ano?” pergunta o site de diversão ActuMag.

Muitos internautas também lamentam a decisão da prefeita de Lille, Martine Aubry, de proibir a famosa Zombie Walk da cidade, realizada há cinco anos. O desfile dos zumbis, uma célébre manifestação que acontece há vários anos em diversos países, estava marcada para este sábado em Lille. Em 2013, o evento reuniu 5 mil participantes que, vestidos de mortos-vivos, percorreram as principais ruas da cidade.

Origem “da palhaçada”

Especialistas tentam entender as motivações dos “palhaços do mal”. O que justificaria o aparecimento desses personagens assustadores neste momento na França?

Para a antropóloga Véronique Campion-Vincent, especialista em rumores, a propagação do palhaço como um elemento aterrorizante é de responsabilidade de produções norte-americanas: filmes, séries de televisão e livros. De fato, é dos Estados Unidos que vêm os palhaços mais assustadores e famosos da cultura popular, a exemplo do personagem criado pelo escritor Stephen King e popularizado em “It – A Obra do Medo”; Krusty, o mal-humorado e autodestrutivo palhaço do desenho Simpsons, ou o Coringa, dos quadrinhos e filmes de Batman.

A quarta temporada da série de televisão de terror norte-americana American Horror Story, que estreou em outubro nos Estados Unidos, também conta com um palhaço psicótico. Logo em sua primeira aparição no seriado, que tem este ano como tema o show de horrores (Freak Show), o personagem assustador já matou duas pessoas.


Tenha bons sonhos, se puder...

0 comentarios:

Postar um comentário